Coluna: Múltiplas Identidades

Fala ai, Battlelheiros de Plantão. 🙂

Hoje estamos invadindo o Circuito Carioca com uma novidade, a Coluna: Múltiplas Identidades.

1

Na nossa primeira edição, fizemos a entrevista com o atual Campeão do Circuito Carioca de BS, o Rodrigo Mesquita, que tem se revelado um grande adversário nos presentes torneios da região.

Para as pessoas que não conhecem a nossa coluna, ela segue alguns momentos de perguntas, que tem o intuito de demonstrar o perfil dos jogadores de Battle Scenes do RJ.

A nossa coluna vai seguir os momentos de perguntas: Passado Sombrio, Ben Urich Investiga, Onda de Boatos, Pensar Rápido e Sugestão Coletiva.

Momento: Passado Sombrio.

2

Múltiplas Identidades – Para começar a nossa entrevista, revele seu Passado Sombrio. Qual era a temática do seu primeiro deck? Tinha alguma jogada específica?

R: Meu primeiro deck foi do Homem de Ferro, o pensamento na época era dar dano. Vai falar que no começo você também não achava a cara Rocha boa?

Múltiplas Identidades – Quando você começou a jogar Battle Scenes, qual era a atual edição de booster lançada?

R: Eu lembro que quando o BS foi lançado eu comprei o deck do Homem de ferro. Mas joguei só entre amigos. Mas jogar pra valer mesmo foi na Iniciativa Vingadores.

Múltiplas Identidades – O que te incentivou a jogar Battle Scenes?

R: O fato do jogo se basear no Universo Marvel, eu um grande fã da Marvel, Tenho HQs, uma coleção de Legos só com personagens Marvel entre outras coisas. Eu também sempre fui um grande fã de Card Games.

Múltiplas Identidades – Você jogava algum outro card game antes de começar a jogar Battle Scenes?

R: Sim, joguei por muito tempo Yu-Gi-Oh.

Múltiplas Identidades – Quando começou a jogar, qual era a sua maior dificuldade?

R: Não conhecer muito bem as cartas de coleções antigas e principalmente não ter uma variedade de cartas.

Momento: Ben Urich Investiga.

3

 

Múltiplas Identidades – Qual tipo de habilidade você mais gosta de utilizar no momento?

R: Pergunta difícil. A minha Habilidade favorita é Poder Cósmico, mas atualmente o que mais estou gostando de utilizar é Ganialidade

Múltiplas Identidades – Qual carta de personagem você mais gosta em Battle Scenes?

R: Essa é bem fácil, você perguntou já sabendo a resposta. Com certeza é o Dr Estranho V2.

Múltiplas Identidades – Qual temática de deck você acha que ficou mais forte com o lançamento da edição de booster mais recente (Guerra Civil)?

R: Cara a Guerra Civil abriu varias possibilidades, mas eu acho que decks de controle estão bem mais forte agora.

Múltiplas Identidades – Qual personagem você acha que não pode faltar em qualquer deck, independente da temática?

R: Cassandra Nova.

Múltiplas Identidades – Qual habilidade você acha que não pode faltar em qualquer deck, independente da temática?

R: Investigação Silenciosa.

Múltiplas Identidades – Qual cenário você acha que não pode faltar em qualquer deck, independente da temática?

R: Bater em Retirada (RIP Retirada Estratégica). 

Múltiplas Identidades – Qual suporte você acha que não pode faltar em qualquer deck, independente da temática?

R: Essa já acho mais difícil de responder. Não sei ao certo, mas acho que a Prisão 42 vai aparecer em muitos decks.

Momento: Onda de Boatos.

4

 

Múltiplas Identidades – Mudando um pouco de assunto e falando sobre o Circuito Carioca, o que você mais gostou no Circuito versão 1 como um todo?

R: Essa é facil, eu gostei de tudo. Mas o maior diferencial são as pessoas atualmente no BS do Rio de Janeiro temos um grupo muito bom, pessoal sempre disposto a ajudar e tudo mais. Só falta alguns pararem de preguiça pra jogar.

Múltiplas Identidades – Qual jogador você teve mais dificuldade de vencer em cada torneio?

R: Embora a final do Circuito V1 não tenha sido contra ele, Creio que foi o Raphael (Ultron), Meus jogos com ele sempre foram disputados.

Múltiplas Identidades – Qual jogo você considera como a mais marcante do Circuito, que você disputou? Por quê?

R: Pergunta difícil rapaz. Tenho 2 em mente. Uma foi a final onde eu não podia errar e creio não ter errado em nenhum momento e teve uma partida contra o Raphael onde eu estava perdendo de 14 a 8 e no ultimo turno da partida conseguir virar para 15 a 14. Nunca vou esquecer essa partida.

Múltiplas Identidades – Qual jogador você chamaria de “revelação do Circuito”?

R: Rodrigo Yoshi, ele pra mim foi o cara que mais melhorou dentro do Circuito V1, tanto que chegou até a final

Múltiplas Identidades – Se você pudesse arriscar em algum outro jogador como o Campeão do Circuito versão 2, quem você acredita que tem mais chances de levar o troféu?

R: Tenho dois nomes em mente. Um deles o Raphael, ele já se mostrou um excelente jogador, consegue pilotar o deck dele de Ultron com uma maestria invejável. O outro nome eu cito o Ramon, vejo nele um potencial grande e consegue se adaptar a certas adversidades dentro do jogo. 

Momento: Pensar Rápido.

5

Múltiplas Identidades – Perguntas com respostas rápidas. Um tipo de habilidade?

R: Poder Cósmico.

Múltiplas Identidades – Uma afiliação?

R: Illuminati.

Múltiplas Identidades – Herói, Vilão, Herói/Vilão ou N/A?

R: Héroi

Múltiplas Identidades – Deck de controle ou dano maciço?

R: Deck de controle.

Múltiplas Identidades – Homem-Formiga ou Jaqueta Amarela?

R: Homem-Formiga.

Múltiplas Identidades – #TeamStark ou #TeamCap?

R: #TeamStark , #TeamMesquita.

Múltiplas Identidades – Se você pudesse escolher um personagem para entrar no mundo de Battle Scenes, qual seria?

R: Com certeza o Franklin Richards (Filho do Sr Fantástico), ele tinha que vim com a Afiliação Quarteto Futuro. Ele a pesar de ser um garoto tem poderes extraordinários. Quem não conhece da uma pesquisada. 

Momento: Sugestão Coletiva.

6

Múltiplas Identidades – Você teria alguma sugestão de melhorias para o jogo que gostaria de compartilhar conosco?

R: Acho que só uma maior atenção com os textos das cartas, pois algumas geram grandes duvidas. As vezes para explicar algo o simples é melhor.

 

Conversei hoje com Rodrigo Mesquita, nessa Primeira Edição da Coluna: Múltiplas Identidades. Espero que tenham gostado e em breve teremos mais identidades para conhecer.

 

Eu sou RooD Belato e aguardo vocês na próxima coluna. 😉

Avante, Circuito Carioca! \o

Contato:

https://www.facebook.com/rood.belato

https://www.facebook.com/Rodriigo15

Anúncios

Report – II Torneio V2 Prezunic Guadalupe

Fala ae galera passando pra fazer meu primeiro report de um torneio de BS. O/

CCBS

Dia 27/04/2016 tivemos nossa 2° etapa do tão aclamado torneio do circuito carioca de BS. Como o primeiro torneio foi no formato Draft a segunda etapa teve a aparições dos verdadeiros decks de cada jogador.
Tenho muita coisa bacana pra enumerar aqui, então vamos começar

1°Ponto positivo foi a quantidade de jogadores que tem se mantido em uma média boa de 10 jogadores por encontro.

2° Ponto positivo foi o primeiro teste oficial do aplicativo de cronometragem de tempo de cada turno . No meu ponto de vista o aplicativo se encaixou muito bem a necessidade dos jogadores de turnos “mais justos” e de mesmo tempo para cada jogador .

3° Ponto foi que os organizadores continuam se superando e na premiação foram distribuidos kits da Copag (Boosters+carta Promo + fichário). Esses organizadores não merecem palmas, merecem Tocantins inteiro.

4° Ponto possitivo foi eu ter ganho, RS. Vou falar um pouco de como foram as rodadas.

Dessa vez foram 4 rodadas pela quantidade que tínhamos de jogadores .(10).
Primeira rodada eu enfrentei o deck esmagador do meu grande amigo Eduardo Paulo o famoso Dudu cósmico .
Eu fui com mais uma versão teste do meu deck de Homem de ferro /Illuminati .
Dudu colocou uma carta que foi tão falada durante a semana , a travadora de genialidade DISPERSAR INTELECTOS. Como o deck no formato Illuminatis tem muuuitos personagens com genialidade , essa habilidade deu uma certa travada em algumas jogadas, mas com a entrada da câmara neutralizadora e os penetrantes estranhos do Dr Estranho,o DISPERSAR do MAL não ficava muito tempo em cena e eu consegui controlar a partida ate conseguir uma vitoria.

Segunda rodada bati de frente com o atual campeão do Circuito carioca, Rodrigo Mesquita. Jogamos com decks similares então tornou a partida um jogo de análises e estratégias cautelosas , ele abriu o jogo com 2 personagens que estavam em minha mão(Tony Stark e o Motoqueiro Fantasma) o que me atrasou um pouco, entrei em jogo deitando o Tony dele com um mysterio + adaga e desci o meu Tony pra tentar recuperar o tempo perdido. Consegui começar a montar meu campo e apesar do largo placar final a partida foi muito equilibrada ( 17 a 1).

Terceira rodada teve mais poder cósmico , dessa vez enfrentei o Victor Barreto.A carta que fez a diferença no jogo ao meu ver foi a INVOCAR O RELÂMPAGO, olhei a mão dele no começo e consegui saber o que fazer durante o desenrolar da partida, perdi 3 personagens mas consegui correr atrás do prejuízo, segurei uma Cassandra na mão até o final pois com a invocar o relâmpago sabia que ele tinha uma bater em retirada na mão desde o início. Administrei os danos e guardei uma decisão extrema pra render um colecionador que estava só com 1 de energia em campo e ganhar a partida.

Última porém não menos importante , a quarta rodada começou e me vi jogando contra um oponente que nunca joguei contra,Álvaro de Almeida. Logo de cara tomei o famoso combo do asa falcão e investigação, fiquei tenso com a forma como o deck dele gerava recurso rápido e ele logo encheu o campo e tive q fazer o mesmo, o motoqueiro fantasma (Kenshiro) foi uma ótima carta para entrar em cena e aumentar meu número de personagens. No final coloquei um cubo mágico dos recursos no pantera negra V2 que estava carregando o V1, dei dois danos penetrantes na preparação e depois mais uma decisão desceu pra decidir o jogo e me fazer levar o caneco pra casa.

00.jpg

Jogos bons + aplicativo funcionando a todo vapor + jogadores e combos fantásticos … Isso é Circuito carioca de Battle Scenes !

Fotos do Evento:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Contato:

https://www.facebook.com/ramon.r.vicente

Torneio For-Fun BS

Fala ai, galera.

Hoje eu venho aqui pra dar o report, como vice-campeão, do Torneio For-Fun que teve como organizador nosso amigo Fred Ribeiro, no dia 14 de Abril de 2016.
Eu não o conhecia antes, mas a maioria dos participantes do torneio já o conhecia de tempos atrás, que jogava em outros torneios, mas que por motivos pessoais estava afastado do card game, e estava tentando retornar ao jogo mais forte do que nunca, que tive o imenso prazer de conhecê-lo durante e após o torneio.

battle-scenes

Neste torneio tivemos a oportunidade de dizer Adeus à Pyro + Retirada Estratégica + Pyro; Mystério + 3 Adaga + Retirada Estratégica e Mystério + 3 Adaga novamente ; e Adeus à Resgate Enroscado, pois as cartas citadas, banidas oficialmente pela Copag, foram liberadas para utilização no torneio (que segundo informações, o motivo da liberação era: “a bola é minha”. rs).

O torneio foi totalmente gratuito, onde qualquer jogador que quisesse poderia se inscrever, sendo disponibilizado somente 10 vagas para o torneio, devido o número de premiações e tempo de jogo serem limitados.

O evento aconteceu em uma das lanchonetes do Bob’s, localizada próximo da estação do metrô Carioca, de fácil acesso no Centro do RJ, que possui um excelente espaço e ambiente, com a autorização do gerente da própria loja.

Assim que todos os jogadores entregaram suas decklist fizemos o emparceiramento da rodada.

Na primeira rodada enfrentei o Cirleno. Ele abriu o jogo com Abutre carregando Investigação Silenciosa, Mystério carregando Golpe Treinado e Adaga e Corisco carregando Técnica Tribal. Consegui responder ao início dele com Cassandra carregando Armadura de Combate IMA, prendendo Corisco, Rei das Sombras carregando Manto de Levitação, travando Mystério e Esperança carregando Experimentos Sabotados e Armadura de Combate IMA. Consegui a vitória do jogo mantendo esse ritmo, onde a Esperança estava levando os personagens aos poucos e a Cassandra, utilizando seu texto, dando 2 de dano em outros personagens até colocar a Vampira e Mago em cena para controlar definitivamente a partida.

Na segunda rodada enfrentei o Campeão do torneio Victor Hugo, com o seu famoso “fuzil do amigo”. Ele abriu o jogo com Graviton e Guardião, que se mantiveram resistentes no campo até o final da partida e no turno seguinte colocou Homem-Molecular e Alto Evolucionário em cena. Minha resposta foi entrando com 5 personagens em cena no mesmo turno (Mystério, Esperança, Dr. Estranho V2, Vampira e Homem-Formiga), mas não resistiram ao turno seguinte do Victor, que puxou Capitão Universo com o texto do Alto Evolucionário e os demais personagens carregando Erosão Psiônica e neutralizando a Vampira com Prisão 42.

Na terceira rodada, enfrentei o Yoshi, que emprestou seu fuzil pro amigo ganhar o torneio e ficou sem a bandoleira.
Minha abertura de jogo foi com 3 personagens (Homem-Formiga, Mago e Esperança), ele tentou responder com Capitão América V4, mas não foi o sucifiente. Yoshi ficou gerando recursos até conseguir entrar em cena e eu fui enchendo o campo e controlando o jogo com Super Computador, Retirada Estratégica e Invocar o Relâmpago até não ter chances dele responder e terminar a partida de Over Deck.

Ao final das rodadas, foi feito o desempate através do critério de maior quantidade de vitórias, em seguida maior saldo de pontuação das partidas. Seguindo essas regras, tivemos a classificação abaixo:

1° lugar: Victor Hugo
2° lugar: Rood Belato
3° lugar: Ramon Vicente
4° lugar: Fred Ribeiro
5° lugar: Marcelo Moura
6° lugar: Marcio Claudino
7° lugar: Rodrigo Yoshi
8° lugar: Adonias Ribeiro
9° lugar: Marcio Pires
10° lugar: Cirleno Haduko

O organizador disponibilizou o kit enviado pela Copag, para fazer a distribuição da premiação, que continha o Fichário (capa do Homem de Ferro), boosters (edição Guerra Civil), deckbox e cartas Promo (Golpe de Sorte, Unidos Venceremos e Chamariz Holográfico).

As premiações ficaram dividas conforme abaixo:
1° lugar: 1 Fichário + 4 boosters + 3 cartas Promo (1 de cada).
2° lugar: 1 Camisa (We Will Rock You) + 3 boosters + 3 cartas Promo (1 de cada).
3° lugar: 1 deckbox + 2 boosters + 2 cartas Promo.
4° lugar: 1 deckbox + 1 booster + 1 carta Promo.
5° lugar: 1 carta Super (Toque de Anti Matéria) + 1 carta Promo
6° lugar: 1 carta rara + 1 carta Promo.
7° lugar: 1 carta incomum + 1 carta Promo.
8° lugar ao 10° lugar: 1 carta comum + 1 carta Promo.

Fotos :

Este slideshow necessita de JavaScript.

Contato:

https://www.facebook.com/rood.belato

Liga Win a Box BS – Magic Store

Hoje (Dia 10/04/) rolou mais uma etapa da Liga de BS que premiará um jogador com um Booster Box de BS organizada pela Magic Store.

11053067_863010907104533_6409042399707269276_n

O torneio de hoje foi uma grande previa sobre como estão os decks com a nova coleção. No meu caso eu estou muito satisfeito com o meu deck. Ele rodou super bem com vários modos de abrir o jogo. Hoje o saldo foi tão positivo que não perdi um personagem se quer. Ganhei de 19×0, 15×0 e 18×0.

Vou contar um pouco sobre as partidas. Na Primeira rodada enfrentei o Wilson ele aparentemente estava de poder cósmico, mas é vai um dos adeptos de colocar genialidade onde não precisa. Eu conheço bem poder cósmico, é o meu segundo deck a genialidade mais atrapalha. Abri bem a mesa controlei o dano com as decisões Extremas. Ele cometeu alguns grandes erros com tudo foi uma vitoria bem fácil.

Na Segunda rodada enfrentei o meu “Xará” Rood Belato, outro adepto dos Iluminattis mais nem tanto. Contra ele minha abertura de jogo foi absurda comprei 3 cartas com o Novo cenário, investiguei coloquei o Novo Motoqueiro Fantasma carregando 3 cartas do topo do deck que ele conseguiria usar. Ele ficou sem ações e só geral recursos. eu continuei montando a mesa. Ele tentou uma reação mas já era tarde demais.

Por fim a terceira rodada enfrentei o Sexteto do Cirleno. Abri o jogo com Dr Estranho e ele tinha duas investigações, porem meu Formiga conseguiu cortar. Uma Toupeira Mecânica me ajudou a se livrar das investigações e de plano de infiltração. Ele ficou com pouco recurso e eu consegui gerar os meus e montar a mesa ele mal conseguiu agir. Mais uma Vitoria e garanti 10 Boosters.

Consegui mais uma Vitoria na Liga da Magic Store e o melhor vi o quanto está bom o meu Deck. Bem montado e com muitas possibilidades de jogadas. Essa coleção Guerra Civil melhorou muito o meu Deck. Porém ainda tenho que ver outras estilos e testar outras coisas em mente.

Fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Próximo torneio será a 2ª Etapa do Circuito Carioca de BS no dia 17/03. Ansioso para ver os novos deck e principalmente ver como me saio contra as novas estrategias.

 

Contatos:

https://www.facebook.com/Rodriigo15

https://twitter.com/Rodriigo15

Circuito Carioca BS V2

Fala ae pessoal, nesse Domingo dia 03/04/2016 aconteceu o primeiro torneio da segunda edição do nosso circuito carioca. Para inaugurar a nova coleção escolhemos jogar um Draft, foi bem divertido só um pouco lento até começar os jogos de fato.

CCBS

No Draft das cartas não tibe muita sorte, tirei um Capitão América Steve e outro Bucky, consegui também uma enfermeira. Com as cartas que tirei tive a simples ideia de dar dano massivo na preparação e na antecipação. Utilizei alguns Mata-Capas, Homem-Aranha, Hiro-Kala e o principal. Usei 6 cenários Oposição ao Registro (É permitido no Draft ter mais de 3 cartas do mesmo tipo no Deck). A Ideia se mostrou funcional ao longo do torneio.

cb2

A primeira rodada era o confronto entre equipes. Onde o time da Carreta Furacão, quero dizer Capitão América saiu vencedor. Mas vale lembrar que os dois melhores colocados eram do Team Stark.

Na primeira rodada enfrentei o Victor (O Baladeiro). Ele abriu o jogo com Graviton. Consegui tira-lo com muito sacrifício, mas em seguida ele colocou o Sentinela e eu não tive o que fazer e acabei perdendo a primeira rodada. Nesse momento já tinha dado um pequeno adeus ao meu playmat.

Na segunda rodada enfrentei o Juliano, abri o jogo com Capitão Steve e um Mata-Capa ele não conseguiu descer personagens dai pra frente só controlei o jogo. Foi uma vitoria fácil.

Na terceira rodada enfrentei o Handré, o deck dele tinha personagens mas poucas antecipações. Abri bem a mesa e controlei o dano na preparação. Nessa partida utilizei muito bem o Capitão puxando o cenário pra dar dano.

Chego na terceira rodada 2×1 e enfrentando o Raphael que estava 3×0. O deck dele estava muito bem montando com habilidades e personagens combinando muito bem. Ele abriu a mesa com Hela e Vigia. Eu consegui responder com o Bucky, Capitão e 2x Mata-Capa ou seja tinha bastante dano na preparação e na antecipação. Consegui limpar a mesa e dai pra frente ele não conseguiu mais desenvolver seu jogo. Ganhei e terminei 3×1.

Ao fim das 4 Rodadas ficaram 5 pessoas com 3×1. Nos critérios de desempate consegui ficar em primeiro e faturar o meu Playmat. Foi muito difícil o fato de jogar sem ter as cartas e jogadas convencionais, mas gostei muito do Draft.

cb

Imagem do Playmat:

PM

O Circuito Também bateu um Record. Foram 14 pessoas participando do Draft e mais 4 prestigiando o evento. o Circuito não para de crescer e se alguem ainda acha que o circuito ta fraco de premiação veja a foto.

cb4

Pessoal queria agradecer por acompanharem o site e principalmente o Circuito. Quero agradecer também ao Raphael Stark por nos ajudar sempre com premiações e brindes.

Mais uma coisa aqui e #TeamStark

Classificação do Circuito, após a primeira etapa:

Ranking:

Rodrigo Mesquita 13 Pontos
Raphael Christiano Guimarãesel 10 Pontos
Thiago Araujo 10 Pontos
Marcelo Moura 9 Pontos
Handré Vinicius Fernandes Macedo 7 Pontos
Juliano Barbosa Ferraro 6 Pontos
Adonias Marinho 5 Pontos
Rodrigo Melo Yoshi 5 Pontos

Victor Hugo Barreto 5 Pontos
Álvaro de Almeida 4 Pontos
Rood Belato 4 Pontos
Marcio Claudino 4 Pontos
Ramon R. Vicente 4 Pontos
Marcus Souza 4 Pontos

 

Fotos do evento:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Apoio do melhor site para se comprar cartas de BS:

StarK

 

Contatos:

https://www.facebook.com/Rodriigo15

https://twitter.com/Rodriigo15

Torneio Guerra Civil – Konklave

Sábado dia 02/04/2016 e começa a Guerra Civil no Rio de Janeiro, dessa a primeira loja a fazer o lançamento da edição foi a Konklave de Nova Iguaçu. Um point legal no centro de Nova Iguaçu, fácil acesso e uma boa variedade de produtos para os jogadores de BS sempre disponível nas vitrines.

O formato adotado foi o proposto pela Copag, deck selado mais 5 boosters para a montagem.  Eu particularmente gosto de torneios alternativos aos construidos, e em releases todo mundo acaba jogando com a mesma dificuldade e apenas uma ou outra carta para dar uma ajuda nos decks.

Dessa vez senti os decks um pouco lentos e travados, uma quantidade meio absurda de cenários que sinceramente deve ter sido obra do novo estagiário parte dessa criação dos decks !

Escolhi o HDF inicialmente por questão da maioria optar pelo Capitão e isso já evitaria a dificuldade com mirror, fora a questão do mata-capa sair aos montes e ajudar a bater em Steve Rogers e suas meninas. Peguei Amarras que não serviria para meu deck (aquele aranha e o escorpião na minha opinião não tiveram espaço e foram removidos para entrada de qualquer coisa) e o meu nobre querido Sentila, esse sim vai ter o que contar.

Minha primeira partida foi contra o Maicon, ótimo jogador de Ultron que deu umas bobeadas que custaram a partida. Nesse jogo Energias Ocultas (consegui incluir +1 no deck) fizeram a diferença. Utilizei bastente o aprimoramento do Suplício e causei um belo estrago com HDF e Máquina de Combate + Energias Ocultas. Nessa partida acho que venci de 15 ou 17 a 0.

A segunda foi contra um jogador que novo que estavam chamando de revelação, não me recordo o nome dele mas o cara jogou bem todo o tempo, usou e abusou dos suportes principalmente do avião shield. Foi uma partida realmente muito dificil, pressionado todo tempo mas tudo mudou quando consegui entrar com o Sentinela e aos poucos aproveitando a falta de recursos dele consegui crescer a ponto de fazer 6 personagens e força-lo a perder por over deck quando eu havia conseguido 14-12. Ótima partida, principalmente para um selado, fluiu realmente bem como um construído.

Meu terceiro oponente foi o Rood, que ultimamente não tem sido feliz em nossos confrontos. Ele tinha um deck bem montado com Bucky e algumas outras coisas bacanas e isso realmente me atrapalhou, foi abrindo rápido com prodígio + falcão + asa  e eu bem tranquilo com meu Sentinela + retirada…

Consegui uma certa vantagem no campo, por um momento pensei que iria perder com a Jéssica + entrada triunfal e golpe treinado mas não deu. Senhor Bucky bem que tentou, incapacitou para a moça bater mas não rolou.

Encerrei minha participação com Ramon, outro que vejo jogando pouco mas pilota bem seu deck, que na ocasião era HDF. Nessa partida comecei com 1 mata capa e 1 deathlocket, para meu desespero ele abriu com ela e nosso líder HDF. Tentei o Eson mas ele apanhava, eu retirava e ele apanhava.. não dava a mão realmente não ajudou em nada, perdi com uma certa facilidade masssss.

Marcelo campeão do primeiro torneio da Guerra Civil no Rio de Janeiro ! Faturei o belo playmat que eu tanto queria !

Obrigado a Konklave e Moana pelo apoio!

Até o próximo : )

Contato:

facebook.com/marcelo.moura.7547

Este slideshow necessita de JavaScript.